Resenha – As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada

nárnia  Lúcia e Edmundo, com seu odioso primo Eustáquio a tiracolo, embarcam numa incrível viagem de aventuras e descobertas, a bordo do imponente navio Peregrino da Alvorada. Rumo às Ilhas Solitárias, em busca dos sete amigos desaparecidos do pai do rei Caspian, eles encontram um dragão, uma serpente do mar, um bando de criaturas invisíveis, um mágico e o próprio Aslam, o Grande Leão, que os presenteia com uma promessa muito especial.

  “A nossa história começa numa tarde em que Edmundo e Lúcia aproveitavam juntos alguns minutos preciosos. Como é óbvio, falavam de Nárnia, nome do país secreto deles. Acho que quase todos nós temos um país secreto, que, para a maioria, e apenas um país imaginário. Edmundo e Lúcia eram bem mais felizes: o país secreto deles era verdadeiro. Já tinham até visitado Nárnia duas vezes, de verdade, não sonhando, nem brincando. É claro que tinham conseguido chegar lá por Magia, que é a única maneira de atingir Nárnia. E tinham prometido que lá voltariam algum dia. Assim, você pode imaginar como eles falavam de Nárnia, sempre que podiam.”

   Para o azar e sorte de Lúcia e Edmundo, eles tiveram que passar uns tempos na casa de seu primo detestável, Eustáquio. Detestável porque ele amava perturbar a vida de seus primos Pevensie, sem exceção.

  Até que um dia, em uma das discussões entre Edumundo, Lúcia e Estáquio, um quadro que estava na sala em que eles discutiam começou a ganhar vida! Sendo que esse quadro tinha um barco, tipicamente narniano no oceano, ou seja, todos ficaram completamente encharcados. 

  Ao chegar em Nárnia, Eustáquio leva um choque assim que chega, pois nunca tinha visto animais falantes e nem centauros em toda a sua vida! Já Lúcia e Edmundo já estavam mais do que acostumados com essa realidade. 

  Uma nova aventura desafiadora está a espera de todos que estavam a bordo do Peregrino da Alvorada, recuperar as Ilhas Solitárias e trazer de volta todos os amigos do pai do rei Caspian, que estavam perdidos a muitos anos. Mas para que eles consigam alcanças seus objetivos, terão que unir forças e vencer todos os desafios apresentados, inclusive dar de cara com uma Serpente do Mar!

  Mais uma das fantásticas obras literárias de C. S. Lewis, que vai deixar o leitor com vontade de embarcar nessa alucinante aventura.

Anúncios

4 comentários

  1. Jess · abril 16, 2016

    Gosto bastante desta história. É uma das minhas preferidas do livro. Adorei sua resenha, me fez lembrar coisas que já tinha esquecido, e me deu vontade de reler! rs
    Beijocas.

    Curtido por 1 pessoa

    • Ana Elisa Lima · abril 16, 2016

      Olá Jess!
      Também curto bastante essa história (na realidade sou meio suspeita, porque gosto de quase todas, rs).
      Muito obrigada por curtir minha resenha, espero que você também curta as outras! 🙂
      E é sempre bom reler boas histórias…

      Bjos

      Curtido por 1 pessoa

  2. Izabelle · abril 16, 2016

    Ameeeei! Que vontade de reler Nárnia!

    Curtido por 1 pessoa

    • Ana Elisa Lima · abril 23, 2016

      Oie Belle!!!
      Obrigada! 🙂
      Confesso que toda vez que faço resenhas de livros assim, fico com vontade de reler, rs…
      Bjos

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s